Engenharia de Produção forma profissionais para gerir áreas produtivas
04/12/2018 10:47 am

Engenharia de Produção forma profissionais para gerir áreas produtivas

Pensar em caminhos de produção, oferecer estrutura e suporte, imprescindíveis a quaisquer linhas de produção. A Engenharia de Produção aparece nas sociedades contemporâneas de maneira bastante necessária, pois é ela que garante o funcionamento de outras áreas produtivas, como a própria moda, em todo o processo de confecção de roupas. Aos interessados nesse ramo da Engenharia, o Centro Universitário de João Pessoa – Unipê ofertará a graduação em Engenharia de Produção a partir de 2019.1, pela manhã ou noite.

No Unipê, os futuros profissionais da Engenharia de Produção terão uma formação generalista da área. Formados, eles poderão, por exemplo, escolher o maquinário, a automação e coordenar equipes na produção de artigos diversos. Engenheiros de Produção podem fazer projeções em prazos do curto ao longo, e no Unipê os estudantes aprenderão a dominar custos, recursos, direcionar demandas, avaliar a qualidade e a distribuição dos produtos.

Com isso, o curso do Unipê proporcionará uma visão sistêmica de gestão e, dessa forma, os engenheiros de produção saberão sobre Administração, Economia e Engenharia, para dividir fases produtivas das coisas. Essa gestão envolverá pessoas, materiais, equipamentos, ambiente e temas básicos às outras engenharias, como a mecânica, por exemplo.

Mercado para engenheiros de produção

Os engenheiros de produção podem trabalhar com vários profissionais. As oportunidades são diversas para esses profissionais. Elas podem ser nas indústrias alimentícia, têxtil, automobilística ou petrolífera. Ainda é possível trabalhar com eletrodomésticos, equipamentos variados, no agronegócio, em empresas de tecnologia, transporte e na construção civil.

Até o setor de serviços absorve engenheiros de produção. São exemplos os bancos, seguradoras e operadoras de cartões de crédito. Os possíveis cargos são de diretor, gerente, analista, coordenador e supervisor nas áreas de operações, logística, finanças, gestão da cadeia de suprimentos, custos, planejamento, qualidade e desenvolvimento de produtos.

Formado, o engenheiro de produção poderá se registrar em um dos Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia – Creas do Brasil. Assim, ele estará habilitado a ser o responsável técnico em obras e serviços.

Vestibular Unipê

Para os candidatos dos cursos presenciais 2019.1, o Unipê oferece Bolsa Integral por Mérito Acadêmico aos que forem bem-sucedidos no Vestibular Tradicional. A porcentagem da bolsa varia de acordo com os pontos conquistados. Por exemplo, se o candidato atingir a pontuação de 75% da prova, ganhará uma bolsa 100% até o fim do curso, conforme edital disponível em unipe.edu.br. A oferta não se aplica ao curso de Medicina Humana.

A utilização da nota do Enem é outra modalidade de ingresso que pode garantir a Bolsa Integral por Mérito Acadêmico para 2019.1. Por exemplo, se o candidato atingir entre 800 e 1000 pontos no Enem e utilizar essa nota como forma de ingresso, ele ganhará bolsa 100% durante todo o curso. O regulamento referente a esse benefício, que não é válido para o curso de Medicina Humana, pode ser consultado em unipe.edu.br.

O Unipê ainda tem uma ampla oferta de financiamentos, bolsas e descontos. São, por exemplo, as modalidades do ProUni, PraValer, Fies, Bolsa Maturidade, Bolsa Mérito Parcial Tradicional, entre outros. Os critérios de adesão podem ser conferidos em unipe.edu.br/financiamentos. Em caso de dúvidas, os candidatos podem ainda ligar para a Central de Relacionamento do Unipê: 0800-707-9210.

Fonte: Assessoria de Comunicação - ASCOM