UNIPÊ realiza consultorias gratuitas no Sabadão do Imposto de Renda - UNIPÊ
15/04/2019 11:10 am

UNIPÊ realiza consultorias gratuitas no Sabadão do Imposto de Renda

Acontecerá no fim de abril a 12ª edição do projeto Sabadão do Imposto de Renda do UNIPÊ. O evento oferecerá consultorias gratuitas para os contribuintes sobre a realização do preenchimento e da entrega da declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física – IRPF 2019. O mutirão ocorrerá no dia 27/04,  das 7h às 12h e das 13h às 17h, nas salas UBTech Office (Bloco K), no Campus do Unipê. Não será necessária inscrição prévia para receber o serviço.

Os atendimentos serão feitos por uma equipe composta por 25 estudantes com a supervisão de docentes. Para oferecer serviços de qualidade, os alunos passaram por treinamentos intensos com assessoria de professores, informou o coordenador do projeto vinculado ao curso de Ciência Contábeis do UNIPÊ, professor mestre Paulo César Pereira da Silva. No dia da consultoria, os interessados deverão doar 3 quilos (Kg) de alimentos não perecíveis, que serão direcionados às instituições parceiras sa instituição.

Para prestar contas ao leão no projeto do UNIPÊ, os interessados deverão levar os seguintes documentos:

  • Cópia da última declaração e recibo;
  • Comprovante de rendimentos recebidos fontes pagadoras;
  • Recibos das despesas pagas (médicas, instrução, entre outros);
  • Extratos das contas bancárias (conta corrente e aplicações);
  • Comprovantes das variações patrimoniais;
  • Guias de GPS, NIT ou PIS e CTPS empregado doméstico;
  • Comprovantes das doações realizadas;
  • Gastos relacionados no Livro Caixa, quando for o caso.

 

Imposto de Renda 2019

A declaração do IRPF 2019 é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano de 2018. O valor é o mesmo da declaração do imposto de renda do ano passado. Entre as novidades para este ano, estão as seguintes obrigações: colocação de CPF de todos os dependentes que constem na declaração; número do registro do IPTU para caso de imóveis e RENAVAM para veículos; e a dedução com o pagamento do INSS doméstico subiu de R$ 1.171,84 para R$ 1.200,32.

Neste ano, a malha fina será disponibilizada no prazo de 24 horas e a declaração poderá ser feita até 30 de abril. Quem não realizar a declaração até este prazo será penalizado com pagamento de multa. Ainda que integralmente pago, se existir o imposto devido haverá uma multa de 1% ao mês ou fração de atraso, calculada sobre a contribuição devida, sendo o valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% (vinte por cento) deste imposto. “Não existindo imposto devido, a multa será de R$ 165,74”, complementou Paulo Cezar.

Quem recebeu um valor abaixo de R$ 28.559,70 está isento de fazer a declaração. Contudo, para efeito de comprovação de renda, profissionais autônomos podem fazer a declaração. Se os dados da declaração forem informados de forma errônea, os contribuintes poderão corrigi-los através de uma declaração retificadora, onde será exigido o número do recibo da declaração original. Não existe um prazo para o contribuinte realizar esse procedimento, mas o professor salienta que o ideal é efetuar a retificação antes de ser notificado pela Receita Federal.

A declaração do imposto de renda é um cumprimento de determinações legais que deve ser entregue à Receita Federal do Brasil. “A importância do cumprimento dessa obrigação legal é para evitar que o CPF do cidadão seja considerado irregular, evitar processos de dívida ativa no caso de saldo devedor do imposto, evitar a inscrição em dívida ativa, bem como receber a restituição do imposto no caso de devolução de saldo pago a maior”, esclareceu o professor.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação - ASCOM